Escola, Take 2: Aprender a Aprender

 

Escola, Take 2 Aprender a Aprender


Agora que a escola já começou e que existe todo um caminho pela frente, é tempo de falar sobre aprendizagem. Para isso é importante responder a duas questões…Como é que os alunos aprendem? O que motiva a sua aprendizagem?




Como é que os alunos aprendem?

A aprendizagem dos alunos é influenciada por diversas variáveis. Uma delas é a opinião que o próprio aluno tem sobre as suas capacidades e competências. Se o aluno tiver uma visão de si positiva acreditando que é inteligente e capaz, isso terá consequências benéficas na sua aprendizagem. Deste modo, é importante os professores reforçarem o sucesso dos alunos dando elogios às suas capacidades pessoais. Pelo contrário, quando o aluno obtém insucesso em determinada tarefa, o foco deve ser colocado no insucesso da atividade e não nas “fracas capacidades” do aluno.

Sabemos também que um dar feedback claro e no momento adequado ao aluno sobre o seu desempenho é uma importante ferramenta para potenciar a aprendizagem. Assim, no desenrolar de uma tarefa torna-se vago dizer “Bom trabalho!” sendo mais útil para o aluno receber um feedback que o oriente no trabalho a desenvolver. É então pertinente dar um feedback explicativo, como “Bom trabalho! O texto estava sintético, com uma gramática adequada e consistente com o tema.”

Por último, quanto mais desenvolvidas as capacidades de organização, planeamento, memorização, atenção, concentração e autocontrolo do aluno, melhor a capacidade de aprendizagem. Estas competências de autorregulação podem e devem ser desenvolvidas ao longo do tempo.

E… o que motiva a aprendizagem dos alunos?

A verdadeira vontade interior para aprender e o envolvimento nas atividades e tarefas escolares. Geralmente, os alunos intrinsecamente motivados sentem-se competentes e percecionam as atividades escolares como agradáveis. Esta predisposição para aprender leva a que as aprendizagens sejam mais duradouras e a que os alunos obtenham mais facilmente sucesso escolar. Este tipo de motivação prevalece sobre aquela motivação cuja recompensa vem do exterior, como ter boa nota num teste ou ganhar um presente no final do ano por transitar.

Outro fator que gera motivação para aprender é o aluno estabelecer pequenos objetivos concretos e de curto prazo, com um nível moderado de desafio e passíveis de atingir. Ao definir estes objetivos, facilmente conseguirá obter sucesso nesses desafios concretos, o que o motivará para continuar a aprender e para aumentar a fasquia de exigência.

Publicado originalmente no Jornal de Mafra

Comentários

Mensagens populares deste blogue

#SomosTodosCrianças

Emoções e Expressões Faciais

Fenómeno Floyd