Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2020

Mudar - um bicho de 7 cabeças?

Imagem
Escolher crescer, evoluir. 
Momentos de vida que exigem de nós uma escolha ou uma alteração daquilo que somos ou fazemos. Todos nós temos estes momentos, certo? 


Quando mudamos de emprego, quando nos comprometemos com uma relação séria, quando escolhemos o curso que vamos tirar, quando trocamos de casa, quando temos de tomar uma opção quanto aos cuidados a prestar aos nossos pais idosos. Enfim, é grande o rol de momentos que nos “obrigam” a ter de crescer. 
Nesses momentos, é preciso abrir as asas e lutar para sair da zona de conforto, abraçando aquele que é o nosso desejo de evoluir. Quem escolhe ficar permanece, sem dúvida, mais confortável, mas corre o risco de se conformar. Quem escolhe seguir enfrenta, sem dúvida, dificuldades e obstáculos (interiores e/ou exteriores) e “corre o risco” de evoluir, principalmente enquanto pessoa. 
Neste tipo de situação em que queremos mudar algo em nós ou na situação em que nos encontramos, o facto da nossa vida ou maneira de ser não estar em consonâ…

Um psicologo pode ajudar #encontreumasaida

Imagem
O psicólogo tem as ferramentas necessárias para ajudar a pessoa a lidar com experiências de vida dolorosas ou até traumatizantes, pensamentos e sentimentos negativos ou incómodos e comportamentos que interferem com o bem-estar.
Podemos ir ao psicólogo até simplesmente porque queremos transformar algo em nós, melhorar determinada característica ou simplesmente conhecermo-nos melhor.

O Psicólogo Pode Ajudar#OPsicólogoPodeAjudar. Clique em "Saber Mais" para encontrar uma saída.Publicado por Ordem dos Psicólogos Portugueses em Terça-feira, 7 de julho de 2020

«Ir ao psicólogo? Isso (NÃO!) é para “malucos”»

Imagem
Hoje vamos combater um estigma. O estigma de ir ao psicólogo
E só se combatem estigmas falando sobre eles. 
Os psicólogos eram, no passado (recente), profissionais a quem se recorria em último recurso. Por sua vez, a generalidade das pessoas que aos psicólogos recorriam eram vistas pela sociedade como alguém desajustado ou “com problemas”, chegando muitas vezes a ser ridicularizadas por esse motivo e talvez possivelmente até com a célebre frase “Psicólogo? Isso é para malucos!”. Percebe-se que, talvez por isso, fosse necessário a pessoa encontrar-se de tal forma frágil emocionalmente para recorrer a um destes profissionais e, muitas vezes, em segredo. 
Felizmente, “mudam-se os tempos, mudam-se as vontades”. Ao longo do tempo, os psicólogos têm vindo a ser cada vez mais reconhecidos pelo impacto positivo e pela necessidade premente do seu trabalho na sociedade. Afinal, se procuramos um médico quando uma perna está partida, porque é que não podemos procurar quem nos ajude a ultrapassar u…

Consumo álcool a mais?

Imagem
Portugal é um dos países com a maior taxa de consumo de álcool por pessoa a nível mundial e europeu. 
Muitos de nós consumimos álcool em circunstâncias de convívio, momentos de descontração, eventos comemorativos ou até mesmo tomando um copo de vinho a acompanhar as refeições. 
Não existe nisso problema. O problema surge quando o consumo de álcool ganha proporções excessivas, em quantidade ou em frequência. 
Mas, como é que sei se o meu consumo de álcool é de risco? 
Não existem respostas lineares, porque o risco associado ao nosso consumo está ligado a diversas variáveis, nomeadamente o género e idade. Por exemplo, na adolescência o consumo de álcool está associado a danos cerebrais com implicações na aprendizagem, na atenção, na memória, na tomada de decisão e no próprio desenvolvimento intelectual. Há, no entanto, uma tipologia da Organização Mundial de Saúde (OMS) que nos pode ajudar a perceber em que padrão de consumo nos enquadramos neste momento. 
De acordo com a OMS, o consumo de á…