Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2019

Sociedade e Consciência Inclusiva – Que caminho?

Imagem
O Francisco tem 35 anos e é jardineiro. A Lurdes tem 40 e é rececionista numa empresa de cosmética. O Tomás tem 26 anos e é funcionário de uma IPSS, onde faz manutenção de equipamentos e outros serviços gerais. O Francisco, a Lurdes e o Tomás têm deficiência. O Francisco tem um défice intelectual que o faz trabalhar de forma mais lenta e precisar da supervisão constante do seu coordenador. É o funcionário da empresa que melhor cuida dos malmequeres e amores-perfeitos, sabendo como ninguém como os fazer crescer bonitos.A Lurdes foi diagnosticada com uma doença mental. Tirou um curso superior em gestão de empresas e os sintomas da doença começaram a surgir nessa altura, tendo-se agravado ao longo do tempo. É organizada, responsável e gosta do contacto direto com os clientes.O Tomás teve uma infância complicada, com violência no seio familiar. Isto levou a que crescesse com vulnerabilidades emocionais evidentes que, aos 13 anos, o levaram a consumir drogas. Deixou os consumos aos 18 anos…

Férias sãs, cabeça sã!

Imagem
Entra o primeiro dia do mês de Julho e já pensamos em praia, descanso e bom tempo. Em churrascos com a família, tempo bem passado na rua e em restabelecer energias.
Pensemos nas férias como um momento de lazer. Qual o papel do lazer na saúde psicológica?
As férias são a altura primordial para abrandar o ritmo agitado de vida que (quase) todos nós hoje em dia levamos. São o momento privilegiado para desligar das preocupações e atividades que nos cansam física e psicologicamente durante todo o ano. São momentos chave de lazer, que podem servir vários fins: reforçar laços afetivos ao estar mais tempo com a família e com os amigos, fazer atividades que nos dão satisfação, por exemplo pescar ou ler, ou até mesmo para nos permitirmos simplesmente descansar. Há estudos que indicam a existência de uma associação positiva entre a realização de atividades de lazer e uma melhor saúde mental e qualidade de vida. Ou seja, as atividades de lazer aumentam a nossa sensação de que a vida tem, verdadeiram…